IGREJA BATISTA PENIEL

FACE A FACE COM DEUS .

O QUE SIFNIFICA  " PENIEL " ?

"Peniel, porque tenho visto a Deus face a face e a minha vida foi salva"

22   Levantou-se naquela mesma noite, tomou suas duas mulheres, suas duas servas e seus onze filhos e transpôs o vau de Jaboque.

23   Tomou-os e fê-los passar o ribeiro; fez passar tudo o que lhe pertencia,

24 ficando ele só; e lutava com ele um homem, até ao romper do dia.

25   Vendo este que não podia com ele, tocou-lhe na articulação da coxa; deslocou-se a junta da coxa de Jacó, na luta com o homem.

26   Disse este: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Respondeu Jacó: Não te deixarei ir se me não abençoares.

27 Perguntou-lhe, pois: Como te chamas? Ele respondeu: Jacó.

28   Então, disse: Já não te chamarás Jacó, e sim Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste.

29   Tornou Jacó: Dize, rogo-te, como te chamas? Respondeu ele: Por que perguntas pelo meu nome? E o abençoou ali.

30   Àquele lugar chamou Jacó Peniel, pois disse: Vi a Deus face a face, e a minha vida foi salva.

31   Nasceu-lhe o sol, quando ele atravessava Peniel; e manquejava de uma coxa.

32   Por isso, os filhos de Israel não comem, até hoje, o nervo do quadril, na articulação da coxa, porque o homem tocou a articulação da coxa de Jacó no nervo do quadril.

 

Depois de longos vinte anos, Jacó regressa para sua casa. Este não é um retorno qualquer, não se trata do fim de um período de férias, neste contexto, voltar significava para Jacó, enfrentar o seu passado, resolver as questões que ficaram abertas, seus erros, seus enganos e sobre tudo enfrentar seu irmão, o grande algoz, mas também o grande alvo de seus equívocos.

Portanto, Peniel é lugar de confronto, é lugar onde somos marcados por Deus, é o lugar onde recebemos um novo nome. Não será possível ser um homem ou uma mulher completo se não encontrarmos nossa verdadeira identidade, se não assumirmos nossos erros e corrigirmos nossos equívocos.

Onde começa o desastre na vida de Jacó?

Genesis 25. 19-26. Duas nações, o mais velho servirá o mais novo.

  1. Isaque, apesar de ter consultado ao Senhor, não aceitou a sua palavra, ele criou Esaú para ser o líder, mas Deus havia escolhido a Jacó.(Gn.25.27,28).
  2. Estes homens são filhos de uma casa dividida, no partido de Isaque estava Esaú, e no partido de Rebeca ficou Jacó. Pais maus resolvidos transferem para seus filhos suas lutas. As divergências de Isaque e Rebeca foram projetadas em Esaú e Jacó.
  3. Dois filhos que crescem com profundo sentimento de rejeição. Esaú é rejeitado pela mãe, uma vez que o Senhor havia escolhido a Jacó como líder. Isaque, por sua vez, não reconhece em Jacó o líder a quem deveria ungir, e por isso o rejeita.

2. Jacó cresce no meio deste conflito, sabendo desde muito cedo, que apesar de Deus lhe haver escolhido, seu pai, iria abençoar a Esaú. Provavelmente Jacó cresce ouvindo de sua mãe: "isto não vai ficar assim, você têm que dar um jeito, você é o escolhido, ...". (25. 29-34).

É melhor obedecer do que sacrificar, os fins não podem justificar os meios. Não podemos dar jeitinho para conseguir a benção de Deus, só ele pode nos exaltar, só ele pode nos dar vitória, só ele pode nos abençoar, pois ele é o dono da benção.

Isaque toma a decisão de abençoar a Esaú. (27.1-4).

Rebeca e Jacó se envolvem em um conluio para enganar Isaque. (27.8-14).

Profunda amargura, frustração e morte, é o desfecho do engano, da mentira e da astúcia. 27.35-41

O resultado do engano de Jacó é a triste história que já conhecemos, ele ganhou a benção, mas não pode usufruí-la. Saiu fugido para não morrer. (27.41-45)

Jacó volta para casa.

  1. Porque será, que Jaco  luta com o anjo e insistentemente se recusa a deixá-lo, se antes não o abençoar. Ela comprou a primogenitura de Esaú, ele roubou a benção de Esaú, ele foi até abençoado por Isaque. Mas a verdade é que Jacó, não se sentia abençoado, sabia que não passava de uma farsa.
  2. No Vau de Jaboque, Jacó se vê confrontado a retirar suas mascaras. Foi preciso abandonar a falca primogenitura, ele não era o primogênito, foi obrigado a deixar a marca da benção de Isaque e uma vez vazio, lutou com Deus pelo que mais lhe fazia falta, a benção de Deus.

Precisamos retirar as mascaras que nos afastam do lugar de benção de Deus.

Precisamos renunciar a todo pecado e a tudo que nos embaraça (Hebreus 12.1). Estamos diante de grandes oportunidades, precisamos avançar, é preciso crescer, no entanto, alguns de nós estamos estacionados por pesos do passado, por erros e pecados que nos impedem de prosseguir.

  1. Lutando com Deus, temos um novo nome:
  2. Somos marcados para sempre.
  3. Enfrentamos nossos medos, pedimos perdão e avançamos sem culpa.